Passar para o Conteúdo Principal

Município de Sines inaugura monumento a Vasco da Gama

980vgama 1 980 2500
20 de Maio de 2022

A Câmara Municipal de Sines inaugura, no dia 23 de maio, às 11h00, o novo monumento evocativo da figura de Vasco da Gama, navegador nascido nesta cidade.

O ato de inauguração contará com a presença do chefe do Estado-Maior da Armada, almirante Henrique Gouveia e Melo.

O novo monumento, da autoria do escultor Vítor Ribeiro (Porto, n. 1957), fica localizado num dos pontos mais destacados da entrada da cidade, a rotunda de acesso à zona comercial, na A26-1.

Com este monumento, pretende o município reforçar a visibilidade em espaço público a figura siniense com maior relevo na história portuguesa e universal, cuja viagem de descobrimento do caminho marítimo para Índia abriu um novo capítulo nas relações comerciais e culturais à escala planetária.

Além deste novo monumento, Vasco da Gama já está representado na paisagem urbana de Sines por uma estátua do escultor António Luís Branco de Paiva, inaugurada em 1970 e recentemente restaurada, por ocasião do seu 50.º aniversário.

Está também projetada a instalação de um monumento focado na viagem de descoberta do caminho marítimo para a Índia, num ponto mais interior da entrada norte da cidade.

O Observatório do Mar, centro interpretativo da memória marítima de Sines, atualmente em construção nos antigos Armazéns da Ribeira, também dedicará uma parte dos seus conteúdos à figura de Vasco da Gama.

Vasco da Gama nasceu em Sines cerca de 1469, filho de Estêvão da Gama, alcaide-mor de Sines, e de Isabel Sodré. A sua marca na cidade permanece nas peças de arte urbana que o recordam, mas também nos principais monumentos de Sines, como o Castelo, a Igreja Matriz de São Salvador e a Igreja de Nossa Senhora das Salas, todos eles ligados a diferentes momentos da sua biografia.

Condicionamentos de trânsito 

Edital 65/2022 

Saber mais sobre Vasco da Gama e sua relação com Sines

https://www.sines.pt/pages/712

Imagem do topo: Retrato de Vasco da Gama. Autor: Auguste Roquemont (c. 1840). Museu de Sines