Passar para o Conteúdo Principal

Proteja a cortiça da sua propriedade. Peça ajuda à GNR

Cortica g 1 980 2500
29 de Abril de 2016

O Comando Territorial de Setúbal da Guarda Nacional Republicana, através dos Destacamentos Territoriais de Santiago do Cacém e de Grândola, irá intensificar, no período de 1 de maio a 30 de setembro de 2016, o policiamento junto das propriedades florestais e montados de sobro da região, com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ocorrências de furto de cortiça.

Considerando o papel e relevo que a cortiça enquanto atividade económica representa na região do Alentejo Litoral, e as potenciais repercussões a nível patrimonial / florestal que o furto de cortiça gera, desenvolveu-se uma estratégia de policiamento de elevada visibilidade, aliada a uma componente de sensibilização dos proprietários e armazenistas de cortiça para se mitigar este fenómeno criminal.

Estas ações de policiamento irão visar os quatro concelhos mais a sul do distrito de Setúbal - Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines - e englobarão duas vertentes: o reforço do patrulhamento em zonas potencialmente mais propícias à incidência deste ilícito criminal, e o policiamento descontínuo orientado para as propriedades florestais da fila da cortiça ou de armazenamento desta matéria-prima.

Os proprietários, produtores e armazenistas de cortiça interessados em aderir a este projeto especial de policiamento devem deslocar-se a um dos postos territoriais existentes nestes concelhos e preencher um formulário de registo para que o patrulhamento descontínuo em toda a extensão e nas proximidades do local seja intensificado.

Fonte: GNR