Passar para o Conteúdo Principal

Estátua de Vasco da Gama vai ser restaurada

980estatuavascogama 1 980 2500
31 de Março de 2021

A Câmara Municipal de Sines inicia a 5 de abril os trabalhos de restauro da Estátua de Vasco da Gama, com a duração prevista de um mês.

O serviço foi adjudicado a uma empresa especializada, responsável, entre outras, por intervenções nas estátuas do Marquês de Pombal e do Rei D. José, em Lisboa.

A Estátua de Vasco da Gama em Sines, que fez 50 anos a 19 de dezembro de 2020, já sente os efeitos do tempo, visto estar exposta às chuvas e aos ventos salinos, que vão marcando a sua superfície com alguns sinais de corrosão que é urgente travar. 

Os trabalhos a realizar incluem limpeza com métodos que permitem preservar as pátinas do bronze, aplicação de inibidores de corrosão, selagem de fissuras e tratamento de proteção e de apresentação final das superfícies. 

O plinto em pedra calcária será limpo e tratado, recebendo uma proteção final com um produto antigraffiti. 

Sobre esta intervenção, o presidente da Câmara, Nuno Mascarenhas, refere:

"Vasco da Gama é a figura maior da história de Sines e a sua estátua é um ex-libris da cidade. Passados 50 anos desde a sua instalação, estes trabalhos são a garantia de que a estátua continuará a ocupar a posição nobre que ocupa no nosso centro histórico, com a aparência e o estado de conservação que merece.”

A Estátua de Vasco da Gama é uma obra fundamental da fase final da estatuária oficial do Estado Novo, onde é já patente a busca de novos caminhos de expressão e de uma maior liberdade criativa. 

O autor da estátua, António Luís Branco de Paiva (1926-1987), foi uma das figuras mais destacadas da escultura portuguesa a partir da segunda metade do século XX, tendo mesmo recebido um grande prémio na Exposição Internacional de Bruxelas, em 1958. 

Pode encontrar mais informação no número 15 do Jornal Redes do Tempo, disponível online aqui.