Passar para o Conteúdo Principal

Dia Municipal da Igualdade assinalado em Sines

980igual1 1 980 2500
25 de Outubro de 2018

A Câmara Municipal de Sines promoveu, no dia 24 de outubro, uma conversa no Centro de Artes de Sines sobre o tema da igualdade de género. A iniciativa, integrada no Mês Sénior, assinalou o Dia Municipal da Igualdade.

Designada "Dois dedos de conversa", a atividade foi ocasião para evocar e refletir sobre o que foi conquistado, mas também sobre o que falta conquistar na igualdade de oportunidades e de tratamento entre homens e mulheres.

O convidado Carlos Lopes Paulo, antigo comerciante e autarca e atual presidente da direção do PROSAS, disse que se já se fez um caminho importante nesta matéria, mas que "devemos ter cada vez mais consciência de que temos de ser todos iguais".

Eugénia Amador, antiga autarca e dirigente do Movimento Democrático de Mulheres, lembrou situações de discriminação das mulheres antes do 25 de Abril, como, no seu caso, o momento em que foi necessário que o seu marido autorizasse o seu ingresso na função pública. "É importante os jovens tomarem consciência da história. É tudo muito recente", afirmou.

Íris Marçal, 18 anos, presidente da associação de estudantes da Escola Secundária Poeta Al Berto, reconheceu a mudança de mentalidades entre os jovens, mas também que as antigas formas de pensar ainda subsistem. No seu caso, notou que foi ensinada a tratar da casa, mas o mesmo não aconteceu com os irmãos e primos do sexo masculino.

Soraia Queijo, psicóloga e mãe de três crianças - uma "feminista sem aspas", como se classificou -, disse que as leis evoluíram, mas que ainda está enraizado na sociedade um pensamento que não favorece a igualdade. Apelou aos muitos avós presentes na sessão para que contribuam para mudar as mentalidades.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Sines, Fernando Ramos, apontou a violência doméstica como umas realidades em que a desigualdade de género ainda se manifesta de forma mais grave e assinalou o trabalho que, nesta área, está a ser feito em conjunto pelos municípios de Sines, Alcácer do Sal, Grândola e Santiago do Cacém, no âmbito do Plano Intermunicipal para a Igualdade 2017-2020.

Dois dedos de conversa