Passar para o Conteúdo Principal

Combate à violência doméstica reforçado no Alentejo Litoral

Protocolovio2 1 980 2500
24 de Maio de 2016

A secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, assinou, no dia 19 de maio, na sede do Município de Santiago do Cacém, com 15 entidades do Alentejo Litoral, entre elas o Município de Sines, os protocolos para uma Estratégia de Combate à Violência Doméstica e de Género.

O Alentejo Litoral e o Algarve foram as regiões escolhidas pelo governo para serem as primeiras a aplicar a nova Estratégia de Combate à Violência Doméstica e de Género, com atuação nas diversas vertentes de apoio e proteção às vítimas deste tipo de violência.

No Alentejo Litoral, o trabalho será coordenado tecnicamente pela associação Intervir.com, no quadro de um trabalho em rede entre municípios, ONG, forças de segurança, Instituto de Medicina Legal, comissões de proteção de crianças e jovens e organismos públicos nas áreas da segurança social, saúde e educação.

Através do protocolo, que tem a duração de dois anos, o município de Sines, como os restantes municípios do Alentejo Litoral, compromete-se a incluir nas suas prioridades de atuação os objetivos da estratégia nacional.

Na prática, a Câmara Municipal irá assegurar a cedência de um espaço físico adequado para a prestação de informação, atendimento e apoio às vítimas, por parte da associação Intervir.com, a qual também irá apoiar com uma contribuição financeira no valor de 2 mil euros anuais. Além disso, vai apoiar a promoção de campanhas dirigidas às comunidades e às escolas, sobre a violência doméstica e de género, em articulação com os parceiros locais.