Passar para o Conteúdo Principal

Decorre o rastreio de Covid-19 em lares residenciais e creches

980covidg 1 980 2500
18 de Maio de 2020

O rastreio de Covid-19 a lares residenciais e aos funcionários das creches de Sines já se encontra a decorrer. Sines integra assim o programas de testes e despistagem do vírus SARS-CoV-2, que visa garantir todas as condições de segurança nesta segunda fase do plano de desconfinamento.  

O presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, participou, no passado dia 4 de maio, numa reunião por videoconferência com vista à criação de condições para iniciar o programa de testes de despistagem, na qual estiveram presentes o secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches, que coordena o programa a nível regional, e a secretária de Estado da Ação Social, Rita da Cunha Mendes.

Participaram também representantes dos vários municípios, de instituições onde se fará o rastreio e das entidades que terão a seu cargo a implementação do projeto.

A intervenção está integrada num programa de caráter nacional - o Programa de Intervenção Preventiva em Estruturas Residenciais -, coordenado pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e foi alargada às creches, tendo em vista a sua reabertura no dia de hoje. 

O parceiro científico para o Alentejo Litoral é a Algarve Biomedical Center / Universidade do Algarve, estando a implementação do projeto a cargo da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, Instituto da Segurança Social / Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal e Comando Operacional Distrital da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Os funcionários das creches de Sines foram realizar o rastreio, dia 15 de maio, aos pavilhões da Feira de Grândola, onde as autoridades de saúde montaram o centro de testes no âmbito deste programa. Os funcionários da Santa Casa da Misericórdia de Sines farão os testes no próximo dia 24 de maio.

Para o presidente da Câmara Municipal de Sines, este programa “é de enorme importância, pois é dirigido à prevenção da Covid-19 em estruturas que albergam populações de risco”.

“Os rastreios da Covid-19 são fundamentais para identificar infeções e evitar que se propaguem, garantindo a segurança de utentes e trabalhadores dos lares residenciais. Este programa é um contributo muito importante para conter a doença e para evitar surtos descontrolados, que podem pôr em causa o bom funcionamento das instituições no seu todo.”

Foto (c) Câmara Municipal de Grândola