Passar para o Conteúdo Principal

Município cancela iniciativas e encerra equipamentos

980covid 1 980 2500
13 de Março de 2020

No contexto do esforço nacional de contenção do surto de coronavírus (Covid-19), a Câmara Municipal de Sines decidiu suspender todas as iniciativas de caráter cultural e desportivo.  

Estas medidas são acompanhadas pelo encerramento da Piscina Municipal Carlos Manafaia, do Pavilhão dos Desportos, do Pavilhão Multiusos de Sines, do Centro de Artes de Sines, do Museu de Sines e do Posto de Informação Turística de Sines.

Serão ainda encerrados os espaços seniores municipais em Sines e Porto Covo, tendo em conta que a população idosa é um grupo de elevado risco.

Estas medidas têm, para já, como horizonte temporal o dia 12 de abril, mas poderão acompanhar os desenvolvimentos a nível nacional.

Considerando este horizonte temporal, fica igualmente cancelado o programa de Férias Ativas da Páscoa.

A decisão da Câmara Municipal de Sines fundamenta-se e enquadra-se nas orientações da Direção-Geral da Saúde, no Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença por novo Coronavírus (Covid-19), no plano municipal de contingência sobre esta matéria e nas recentes decisões do governo, nomeadamente, na declaração de estado de alerta para todo o País.

Os serviços municipais não se encontram encerrados, mas importa dirigir aos munícipes um apelo para que se reduza ao estritamente necessário o recurso ao atendimento presencial.

A Câmara Municipal, de forma a facilitar o pagamento de faturas, vai emitir instruções para que os pagamentos possam ser efetuados por transferência bancária.

Sempre que possível o atendimento deve ser realizado por via telefónica ou digital (geral@mun-sines.pt). A gestão do atendimento presencial obriga à tomada de medidas excecionais que contribuem para o distanciamento social e de segurança, o que deve ser compreendido e respeitado por todos.

A Câmara Municipal manterá as suas reuniões ordinárias e extraordinárias sempre que se justifique, muito embora fiquem sem efeito as reuniões públicas.

A prioridade da autarquia de Sines é minimizar os riscos de propagação e contágio, pelo que se apela à população para seguir rigorosamente todas as recomendações das autoridades de saúde, bem como a adoção de comportamentos preventivos de forma a evitar situações de risco.

O momento que vivemos requer de todos nós especial empenho na contenção dos impactos negativos que esta situação acarreta para o nosso quotidiano.