Passar para o Conteúdo Principal

Seis fotógrafos de Sines expõem juntos no Centro de Artes

Cartazmundividenciasfb 1 980 2500
15 de Novembro de 2019

A Câmara Municipal de Sines inaugura no dia 23 de novembro, às 16h00, no centro de exposições do Centro de Artes de Sines, a exposição “Mundividências”, com a participação de seis fotógrafos do concelho: Jorge Custódio, Luís Magalhães, Rui Pereira, Sofia Costa, Tiago Canhoto e Vítor Seromenho. 

No âmbito das comemorações do Dia do Município, o Centro de Artes de Sines lançou o desafio para que cada um dos fotógrafos concebesse um projeto coerente que refletisse um momento do seu trabalho ou um conceito que condensasse a abrangência da sua obra. O resultado é esta exposição, composta por 57 fotografias distribuídas por seis núcleos, correspondentes a cada um dos artistas.

O núcleo de Jorge Custódio intitula-se “Reflexos do Eu” e está focado nos momentos em que o próprio fotógrafo se torna parte da fotografia. Nascido em 1975, Jorge Custódio é um apaixonado por fotografia, tendo como foco, sobretudo as paisagens de Sines. Trabalhou na Central Termoelétrica de Sines e estudou fotografia na Escola Oficina da Imagem.

Luís Magalhães, na série “O Mundo a Preto e Branco não é Cinzento”, apresenta registos feitos em dez países. Nascido em Alcobaça, mas "siniense" desde os 12, Luís Magalhães é um apaixonado por viagens. Frequentou o ateliê de fotografia do Ar.Co e colaborou como fotógrafo no levantamento arqueológico promovido pelo Gabinete da Área de Sines.

Rui Pereira mostra duas séries fotográficas. Em “Neste Dia de Mar e Nevoeiro”, explora a relação com o lugar, o mar e a memória. Na segunda, “From Gagarin’s Point of View”, reflete sobre a existência. Nascido em 1976, fez formações no Instituto Português de Fotografia, em Lisboa.  Tem desenvolvido diversos trabalhos de fotografia de rua, de arquitetura e de paisagem.

“IN LUMINE” (na luz) é o título do núcleo da fotógrafa Sofia Costa, onde procura captar imagens na ausência da luz. Nascida em 1981, Sofia Costa é licenciada em Fotografia pelo Instituto Politécnico de Tomar e trabalha como fotografa da Câmara Municipal de Sines desde 2007. Já participou em diversas exposições e colaborou em vários livros.

A presença de Tiago Canhoto faz-se com o conjunto “Maresias”, dedicado às praias do litoral alentejano. Nascido em 1973, é licenciado em Educação Física e Desporto, mas tem na fotografia uma das suas grandes paixões. O que começou por ser um hobby tornou-se mais sério e conduziu a exposições do seu trabalho e ao convite para trabalhar para a Agência Lusa.

Finalmente, Vítor Seromenho, apresenta “Rostos de Sol e Sal”, sobre “as marcas de um trabalho duro, executado por homens de carne e osso”. Nascido em 1976, Vítor Seromenho é um apaixonado pela magia que se pode extrair das máquinas fotográficas.  Ao longo dos anos, tem vindo a aprofundar a sua relação com esta expressão artística.

A exposição está patente até 26 de janeiro de 2020, de segunda a sexta-feira, no período 14h00-20h00, e aos sábados, domingos e feriados, no período 14h30-20h00.

A entrada é livre.