Passar para o Conteúdo Principal

O que é ser siniense? Conheça os resultados do inquérito

980sersin 1 980 2500
29 de Novembro de 2018

O Arquivo Municipal de Sines e o Serviço Educativo e Cultural do Centro de Artes de Sines apresentaram, no dia 23 de novembro, os resultados de um inquérito à população realizado em 2018 sobre o tema "Ser Siniense".

Integrado nas comemorações do Dia do Município e do Ano Europeu do Património Cultural, o inquérito teve 227 respostas. Produziu resultados esperados e outros surpreendentes.

O resultado mais esperado foi a eleição de Vasco da Gama como o siniense com mais visibilidade (78% das respostas), seguido de Al Berto (14%).

A "primeira memória de Sines" mais referida foi a Praia Vasco da Gama (37%) e os acontecimentos mais relevantes para a história local foram o nascimento de Vasco da Gama (33%) e a criação do concelho (26%).

Marcando também a idade média dos respondentes ao inquérito, a resposta maioritária à pergunta sobre os elementos mais significativos para a memória comum foi a "nave do IOS", com 47% dos resultados.

"Ser siniense é", para 38% dos respondentes, "ter orgulho na história e na gente desta terra" e, para 25%, "ser alentejano com maresia".

As especialidades da gastronomia local mais citadas foram a sardinha (26%), a feijoada de choco / búzio (24%) e a caldeirada (22%).

Oitenta e seis por cento dos respondentes identificaram corretamente Sines e Porto Covo como as duas freguesias do concelho.

Do inquérito ao debate

Os resultados foram apresentados na cafetaria do Centro de Artes, num modelo de mesa-redonda, tendo sido o ponto de partida para discussão entre os participantes. A sessão foi aberta pela vereadora Filipa Faria e encerrada pelo vice-presidente, Fernando Ramos. Participaram, como convidados, os cidadãos Luís Arroz e Gonçalo Naves.

Da discussão, em que participaram 30 pessoas, resultaram as seguintes conclusões:

  • Houve uma perda do património físico, especialmente com a construção do Complexo Industrial, mas há esforço e vontade da parte da comunidade e do poder político locais para a preservação do património existente, quer material quer imaterial;
  • O Complexo Industrial marcou uma rutura na história de Sines. A sua identidade não desapareceu, mas transformou-se, agregando novos valores e memórias;
  • Os fatores de maior união são o mar e as pessoas que fazem parte das comunidades do concelho;
  • A identidade é resultado de um processo de evolução dinâmica. O que consideramos hoje parte da nossa memória coletiva pode alterar-se e pode divergir de siniense para siniense. Assim, o inquérito deve ser repetido daqui a alguns anos, por exemplo, dez.
Documentos

Apresentação dos resultados do inquérito